Vamos fazer Bonito?: Há alguns dias eu estava atendendo um grupo de turistas em um dos passeios em Bonito, quando vimos a urna de doação da campanha “Faça Bonito”, promovida por cinco OnGs locais (Fundação Vida Bonito, Associação Amigos da Brazil Bonito, Instituto das Águas da Serra da Bodoquena, Fundação Neotrópica do Brasil e Associação Pestalozzi). Para quem ainda não conhece o projeto, trata-se de uma campanha conjunta visando arrecadação de fundos para estas entidades, cujos trabalhos em benefício do ambiente e da comunidade carente são reconhecidamente fundamentais em nosso município, porém dispondo de poucos recursos. Como eu conheço de perto o trabalho de todas elas e sei das dificuldades em conseguir apoio e patrocínio para tocar projetos e atividades junto à comunidade (muitas vezes com contribuição voluntária), fiz questão de informar aos meus turistas sobre a possibilidade de se fazer uma doação para esta campanha. A primeira coisa que me perguntaram foi: “mas e este passeio, também contribui?” Sim, respondi, explicando os detalhes de participação de cada parceiro. Só depois eles concordaram em fazer a doação. Mas qual a importância desta pergunta? Cada vez mais os empresários têm sido cobrados para assumirem responsabilidades com a comunidade onde vivem, principalmente quando falamos em “ecoturismo”. E cada vez mais os nossos turistas têm cobrado isto, seja no respeito direto ao meio ambiente, seja na oferta de oportunidades e qualificação para pessoas locais. Hoje em dia as pessoas já sabem a diferença entre ecoturismo e “ecoportunismo”. Uma iniciativa como a campanha “Faça Bonito” deveria ser abraçada por todos os moradores desta cidade. Seja o empresário apoiando financeiramente (até o momento apenas 17 estabelecimentos estão fazendo isto!!), seja o guia de turismo divulgando e motivando a participação dos visitantes, seja o morador apoiando e participando mais das ações destas OnGs e outra atividades ambientais e comunitárias do município. Cidadania. Este conceito embute várias opções de participação. Todos podemos encontrar uma forma. Doação de itens como alimentos, roupas, medicamentos, livros, tempo, carinho são as mais comuns. Mas cidadania também é cuidar do lixo, reciclar, não deixar juntar água para o mosquito da dengue, denunciar violência doméstica, cuidar bem dos animais, denunciar irregularidades nos diferentes níveis da organização social e, no caso de um município turístico como o nosso, ter realmente atitudes que estejam dentro do que chamamos “ecoturismo”. Não adianta dizer que seu empreendimento é “ecoturístico” se seu esgoto vai direto para o rio ou se usa material não reciclável, ou se desperdiça energia e água, ou ainda se não dá oportunidades para os moradores da região, ou trabalha em desacordo com a legislação ambiental vigente. Cada vez mais seremos cobrados sobre este assunto. Especialmente para os empresários do turismo: usem esta oportunidade como um diferencial. Se seu empreendimento realmente adota ações ambientais e sociais, mostre ao turista. Mas só mostre o que for real. Se não puder se adequar, pelo menos participe desta campanha, pois estará ajudando de maneira diferente. Você poderá dizer que é parceiro de entidades que atuam das mais diversas formas: reciclagem de lixo, projetos de recuperação ambiental, assistência social, capacitação de mão-de-obra e educação ambiental. A campanha “Faça Bonito” tem um mérito importante. As pessoas que estão envolvidas e principalmente as pessoas beneficiadas (comunidade) são nossos vizinhos, amigos, conhecidos, parentes. É gente nossa. Os ambientes recuperados são extensão do nosso quintal, é o rio que passa no fundo da nossa casa, ou o rio que procuramos para relaxar no fim de semana. Ou seja, é nossa qualidade de vida que melhora quando aprendemos a participar dos problemas de nossa comunidade. Não precisa pegar uma bandeira e ir pra rua fazer passeata. Se temos OnGs fazendo isto por nós, basta apoiá-las. Sugiro uma visita à Fundação Vida Bonito, Associação Amigos da Brazil Bonito, Instituto das Águas da Serra da Bodoquena, Fundação Neotrópica do Brasil e à Associação Pestalozzi, além do projeto Mãos do Cerrado e à Secretaria de Assistência Social do Município. Vejam de perto o trabalho feito e os resultados, para então ter a certeza de que estas entidades precisam de nossa participação. Com certeza a filosofia e estatuto de alguma delas representa sua vontade de ver Bonito melhor. E claro, todos estão convidados a participar da campanha “Faça Bonito”, fazendo um bonito papel em nossa comunidade. Para mais informações, envie mensagem para querofazerbonito@gmail.com ou ligue para (67) 3255-1920 (Janaína) e (67) 3255-1968 (Ronald). Maria Antonietta Castro Pivatto, Bióloga, especialista em ecologia e ecoturismo, mestre em Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional. Texto retirado do site www.portalbonito.com.br